terça-feira, 11 de março de 2008

Versos dedicados ao Principezinho


Principezinho do além,
Ao aviador vieste,
À imaginação também
Muitos enigmas trouxeste.

O teu planeta deixaste
Fugindo da tua Flor,
O teu coração negaste,
Pois é ela o teu amor.

Alguns planetas passaste,
Muito tu tens que contar,
Muitas saudades deixaste,
Muita vontade de amar.

Conhecer no deserto,
O aviador mereceu,
Um Principezinho de perto,
Foi dádiva que Deus lhe deu.

Tantos defeitos evoca,
Que os humanos esquecem,
Muitos enigmas coloca,
Todos têm o que merecem.

Nem tudo o que existe se vê,
Rancor, ódio, vaidade,
Existe e não sei porquê,
A manchar a Humanidade.

Cativar disse a raposa,
É algo vindo do coração,
Sentiste logo a tua Flor,
O amargo da ingratidão!

Tolerância e Humanidade
Principezinho nos ensina,
Falar sempre a verdade,
A maldade assim termina

Carina Daniela Gomes Oliveira 9ºA Nº5

3 comentários:

Altina disse...

Olá,

Mal vi que falavam do "Principezinho" tive vontade de partilhar convosco a minha opinião acerca desta obra: Fantástica! Pelo imaginário, pela mensagem, pelo modo como está escrita. É uma bela história de amizade, não é?

Fico sempre a pensar se se trata de uma obra para crianças, para jovens ou para adultos... que vos parece?

equipa da biblioteca disse...

Olá Altina

Obrigado pela seu comentário e pela sua pergunta...
É muito gratificante para nós que iniciamos este blogue há muito pouco tempo e precisamos de estímulos.
Devo confessar que também coloco a mim mesmo a mesma questão e vou tentar motivar os autores dos textos bem como a sua professora de Língua Portuguesa que é também Coordenadora da Biblioteca a participarem neste diálogo.

Obrigado,

António

equipa da biblioteca disse...

Ainda não consegui perceber como é que posso tornar os comentários sempre visíveis na página do blogue. grrrr